Psicologia - 18/09/2004
Felicidade





Falar sobre felicidade não é fácil. Passamos toda a vida em busca da felicidade. É como se fosse um coelho arisco que sempre foge, quando o alcançamos. Ou então, um colibri colorido acessível aos olhos, mas impossível de ser tocado.

O que é felicidade? Sensação? Sentimento? Profunda sensação de paz? Sensação única difícil de ser interpretada, descrita ou sentida.

Lembro uma frase de Allan Kardec: "A completa felicidade, prende-se à perfeição , isto é, completa purificação do espírito. Toda imperfeição é, por sua vez, causa de sofrimento e de privação de gozo, do mesmo modo que toda perfeição adquirida é fonte de gozo e atenuante de sofrimento."

Se você procurar a felicidade, fatalmente não a encontrará. Busca febril, quase obsessiva. Como um gato sapeca, procurando com as patas a própria cauda. Quando você associa felicidade a total ausência de problemas, será sempre infeliz e insatisfeito. Se você associar felicidade à riqueza, saúde, fama, jamais será feliz. 

A vida na Terra é uma miscelânea de problemas, desafios e momentos únicos. Às vezes, você passa por um momento feliz e único. No entanto, um parente está gravemente doente ou então um amigo passa por falência financeira. Sua felicidade é maculada pelos problemas da pessoas que você ama.

A felicidade não é algo estático, mas dinâmico. Acho que também tem a ver com o bem que você pratica. "Felicidade combina com fé"- como disse Moacyr Franco.

Uma vida serena e pacífica depende de como você convive com suas experiências. Cada um vive sua vida de modo individual e único. Tudo passa! Esta consciência de tempo nos livra da ansiedade e da frustração prolongada. Sabendo que as dores são transitórias e os momentos felizes também, você se livra da tensão e da revolta. Uma pessoa revoltada nunca é feliz!

Comece hoje mesmo sua felicidade! Por que não? Pare por cinco minutos e encontre pelo menos três motivos para ser feliz. Faça uma reflexão sobre estas dádivas. Pense no que tem e não focalize o que falta. Faça este exercício diariamente.

Qual a pessoa mais importante neste mundo? Você, é claro. Você, você e você. Reserve alguns minutinhos diários para se presentear com bons momentos. Por que não? Compre alguma coisa que você goste, faça um telefonema agradável, dê uma volta. Você acha que merece ser feliz? Não? Com esta forma de raciocínio, está impedindo sua felicidade.

Reserve alguns minutinhos diários para corrigir um defeito. No entanto, não pense no defeito, mas no contrário. Se você tem sido egoísta, pense no altruísmo. Procure alguma forma de prestar algum auxílio a alguém. Impaciente? Exercite a paciência e por aí vai....

Concentre-se no momento presente! Só ele poderá gerar felicidade. Se você pensar no futuro ou voltar ao passado, já perdeu a oportunidade de ser feliz.

Como está sua capacidade de perdoar? Comece perdoando a si mesmo. Corrija o erro imediatamente. A auto-indulgência só resolve se você se prontificar a melhorar.

Está se sentindo infeliz e não sabe o motivo? O tédio paralisa a felicidade. Está na hora de procurar interesses novos. Isso estimula a capacidade de sentir alegria e motivação.

A motivação nos ajuda a sentir felicidade.

A raiva e o ódio é um ladrão da felicidade. Rouba toda a graça da vida. Procure uma forma de se livrar desses sentimentos nocivos o quanto antes. É fácil? Não. Evite pensar nas coisas que o incomodam. Nada como o tempo para tirar a força da raiva e do ódio.

Quando estamos perto de pessoas alegres, aumenta nossa capacidade de sentir alegria. A companhia ajuda bastante e contagia nosso humor.No entanto, ser uma pessoa feliz é uma motivação muito sua, própria e individual. A felicidade mora perto da caridade, do bem estar e da serenidade.

Saiba exatamente quais são seus limites reais e os imaginários. Assim, saberá como lutar para conseguir seus objetivos. Saberá exatamente o momento de parar e o de avançar. Uma pessoa sempre frustrada nunca é feliz.

Conheci um ser humano maravilhoso e muito feliz. No entanto, esta mulher, aos 25 anos desenvolveu uma artrose grave congênita. Hoje, aos quarenta anos não anda mais e tem movimentos limitados nas mãos. No entanto, quando se conversa com esta mulher, a gente sente algo especial. Seus olhos brilham, está sempre sorrindo e conversando.

A felicidade não mora nos sentidos da carne. É muito mais do que isso. Ela mora nas profundezas da sua alma. Você pode ter acesso a ela quando quiser. Felicidade é uma espécie de energia boa e salutar. Sentida, partilhada, vivida. Felicidade combina com Amor e Paz. Felicidade vem depressa quando procuramos sempre levar o Bem a todas as pessoas. Felicidade repartida é felicidade aumentada.

Comece hoje mesmo e escavar sua alma com o auto-aprimoramento. E terá a felicidade tão almejada. Quando acordar, mentalize ou fale em voz alta: Sou muito feliz!

Você pode pensar assim: "Como vou gritar ou mentalizar que sou feliz, se estou cheio de problemas, aborrecido e revoltado? Como vou mentalizar felicidade se a mulher que eu amo foi embora? Como vou gritar alto e bom som, que sou feliz se estou desempregado?

A repetição das palavras e das frases positivas tem um profundo efeito em sua vida. Efeito transformador. Seu cérebro acatará as informações e arrumará uma forma de conseguir felicidade. Lembre-se: você não está sozinho neste mundo.

Energias sutis e superiores tomam conta de você o tempo todo. Acreditar numa proteção superior dá uma gostosa sensação de segurança.

Seja feliz!


Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003