Psicologia - 20/01/2004
Fobias




O medo é uma reação natural do nosso organismo ante o perigo iminente. Quando nos sentimos ameaçados, a adrenalina aumenta, ocorre sudorese e aumento dos batimentos cardíacos. Essas reações psicossomáticas nos preparam para enfrentar o perigo.

No comportamento fóbico, quase sempre o perigo é imaginário. A pessoa sente pânico e o corpo se prepara para enfrentar o perigo. Os sintomas são muito desagradáveis: tremores, palpitações, dores no peito e pânico.

A fobia pode ter uma causa inconsciente que deve ser investigada. Ex: medo de voar de avião.

Dependendo do caso pode ser o medo inconsciente de correr riscos ou de coisas novas.

Às vezes, a fobia decorre de uma causa traumática:

Jane, 24 anos , morre de medo de gatos. Não pode se aproximar deles. Quando era criança, foi arranhada e mordida por um gato.



Algumas perguntas muito comuns sobre fobias:

Índice analítico

1. Tenho medo de baratas. É uma fobia?
2. Como posso tratar o Medo de voar de avião?
3. As Fobias têm cura?
4. O que é claustrofobia?
5. Como saber se estou precisando de tratamento, caso tenha alguma fobia?


Tenho medo de baratas. É uma fobia?

O medo de baratas é considerado uma fobia, porque a barata é um inseto inofensivo. Geralmente, as pessoas evitam o inseto ou têm pavor, porque o associam com sujeira e doenças. É uma proteção do nosso psiquismo para evitar o que possa nos causar dano ou perigo à saúde.

Ter nojo de baratas é natural,mas se esse medo é paralisante e está prejudicando sua vida pessoal tem que ser investigado.

Ex: Maria, 40 anos, ficou parte da noite na sala de TV e não foi para o quarto. Tudo por causa de uma barata que entrou voando por sua janela e foi para o quarto.

Quando o marido chegou em casa, Maria estava trêmula e muito pálida.

Como tratar essa fobia? Terapias cognitivas, aproximação sucessiva, psicoterapia breve e outros recursos psicológicos podem amenizar o quadro fóbico.

A aproximação sucessiva trata o fóbico o colocando em contato , aos poucos, com o objeto do seu medo.

Ex: uma mulher tinha medo de penas de aves. Aos poucos, entrou em contato com as penas através de figuras. Até chegar ao ponto de poder tocá-las sem sentir desconforto ou pânico. É uma terapia muito eficaz nesses casos. ( Esse caso foi mostrado na TV Cultura há alguns meses)

Como tratar o Medo de voar de avião?

O Medo de Voar é muito frequente. Algumas pessoas têm medo de acidentes aéreos, mas mesmo assim, não evitam o vôo.

Outras não conseguem entrar no avião. Quando arriscam fazer uma viagem, sofrem muito durante o vôo. Sentem tonturas, enjôos ou pânico.

Quando a fobia impede que a pessoa tenha uma vida normal, deve ser tratada. O medo de voar pode ter muitas causas psicológicas. A pessoa deve procurar um terapeuta ou profissional da área de saúde. Se a ansiedade durante o vôo for muito forte, pode ser que necessite de medicação ansiolítica.

Terapias comportamentais têm resultado positivo . A Psicoterapia pode oferecer alívio à pessoa, porque tratará as causas inconscientes do medo de voar.


As Fobias têm cura?

O tratamento adequado com Psicoterapia ou medicação( se necessária) pode amenizar os sintomas desagradáveis associados ao medo ou pânico.

Em alguns casos de fobia podem ocorrer recaídas. A pessoa, nesse caso, têm períodos mais amenos e outros com a volta dos sintomas.

Durante o tratamento são pesquisadas e tratadas as causas da fobia. A pessoa aprende a dominar suas emoções e controlar os níveis de ansiedade.

Há tratamento para a maioria das fobias. Muitas vezes, os comportamentos fóbicos são associados com quadros de depressão e ansiedade.

Tratamentos em que a pessoa é exposta gradativamente ao objeto do medo têm resultado positivo.

Atualmente, tratamentos virtais envolvendo jogos também lidam de forma positiva com o medo fóbico.


O que é claustrofobia?

Claustrofobia é o medo de espaços fechados. A pessoa se sente muito mal quando está em compartimentos fechados. Sente falta de ar, tontura, palpitações e forte ansiedade.

O que é agorafobia?

É o medo de espaços abertos como: campos, lugares amplos. A pessoa fica ansiosa e tem sintomas de: sudorese, palpitações, forte ansiedade.

Como saber se estou precisando de tratamento, caso tenha alguma fobia?

Quando sua vida estiver sendo muito prejudicada pelos sintomas desagradáveis associados à fobia.

Ex: a pessoa sente pavor de espaços abertos. Nesse caso, evita sair à rua para não sentir os sintomas desagradáveis como: palpitações, pânico, dores no peito, sudorese intensa. Sua vida ficará cada vez mais limitada pelo medo.

A fobia pode estar associada a quadros depressivos ou de ansiedade. É importante que a pessoa procure tratamento para voltar à sua vida normal.

O medo fóbico limita vida da pessoa e compromete o relacionamento interpessoal e a vida afetiva.

Não tenha receio de procurar tratamento psicológico ou psiquiátrico caso necessite.

Evite a auto-medicação.





Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003