Relacionamento - 10/11/2003
Solidão




Juliana chora baixinho enquanto o marido ressona ao seu lado na cama. A pior solidão: a solidão a dois.

Verônica olha através da vidraça os pingos de chuva. São melancólicos e tristes como sua vida. O telefone está ao lado. Silencioso, maldoso. Não toca! Ela espera um telefonema do namorado. Nada! Sentada no sofá remói uma solidão doída feita de finais de semana vazios e longos. E... ele não telefona!

Maria corre para o quarto e fecha a porta. A casa está cheia e os parentes falam muito enquanto comem macarronada. No entanto, seu coração está solitário e triste.

João chega ao escritório. A mesa lotada de serviço e o vozerio dos funcionários ecoa em seus ouvidos. Segunda-feira ensolarada! No entanto, João se sente extremamente só !

Sentir-se só e estar sozinho(a) são coisas muito diferentes.Uma pessoa que mora sozinha pode se sentir bem e segura. Outra vive rodeada de amigos e se sente muito só.

Somos emocionalmente instáveis, sensíveis ao estímulos exteriores. Problemas do mundo, na família e na comunidade podem nos afetar e mexer com nossos sentimentos mais profundos.

Se você sempre se sente só deve refletir sobre seus sentimentos e avaliar a sua vida. Esta solidão doída e freqüente pode ser o sintoma de um início de depressão ou então uma sensação passageira. A sensação de se sentir separado(a) das pessoas incomoda muito.

O mundo moderno oferece uma gama de recursos para a aproximação entre as pessoas: Internet, TV, Rádio, telefone e celular. Estes recursos feitos pelo homem também são falhos. A máquina pode falhar.

Nas datas festivas, esta sensação de isolamento e solidão pode piorar. Datas como: Natal, Ano Novo, aniversário. Pessoas que têm tendência à depressão costumam se sentir muito tristes nestes dias. Algumas relembram sofrimentos passados, perdas de pessoas amadas, etc. Neste momento, procure estar ao lado de pessoas amigas. A proximidade dos parentes e dos amigos pode ajudar quando as datas festivas são relembradas com tristeza.

Vez ou outra podemos nos sentir sozinhos. Isso não é ruim! Pode ser um bom momento para avaliar os seus sentimentos .Procurar nos estímulos externos a saída para a solidão nem sempre funciona. Nascemos sós e morreremos sós. Vivemos nossa experiência individualmente. Um amigo(a), familiar ou a pessoa amada podem nos ajudar a viver melhor, mas a experiência de cada um é vivida individualmente.

Algumas pessoas se sentem sozinhas, porque não têm um amor. Outras pessoas se sentem sozinhas porque têm um amor e ele causa sofrimento.

Se você aprender a viver bem consigo(a) mesmo(a) estará sempre mais forte embora se sinta sozinho(a) algumas vezes. Saiba que as situações são passageiras e tudo muda constantemente. Recicle-se interiormente. Esta é a saída para o vazio interior e a sensação cruel de isolamento.

Procure outras formas de contato social ou lazer. Se você se sente mal dentro de casa, saia e dê uma volta. Se está entre os amigos(as) e se sente solitário(a) volte para casa. Procure um bom livro ou ouça uma boa música. Mantenha suas emoções sob controle! Você não pode controlar os acontecimentos à sua volta, mas pode controlar suas emoções.

Sentir-se só é diferente de se sentir triste ou desesperado. Avalie muito bem o termômetro do seu coração. Volte-se para si mesmo (a) e dentro de você encontrará a resposta para suas perguntas.

Quando o desespero e a ansiedade se aliam à sensação de se sentir só, procure ajuda! Sua essência interior sempre busca a felicidade e a alegria. A raiz da nossas emoções reside em nossos pensamentos, sentimentos e atitudes.

Lembre-se : Você nasceu para ser feliz! Você não nasceu para sofrer!

Muitas pessoas se queixam de solidão e são as responsáveis por seu universo solitário e ruim. Possuem um temperamento difícil, são intolerantes ou egoístas e acabam afastando as pessoas. Outras se queixam muito o tempo todo e quando caem em si, todos se afastaram. Pense nisso!

Algumas pessoas se queixam que não tem facilidade para arrumar um amor e estão sempre sozinhas. No entanto, não saem de casa e se isolam das pessoas. Outras mantém uma expectativa muito alta sobre as pessoas. Quando alguém as decepciona elas se fecham em si mesmas e acusam o mundo de responsável por sua solidão e tristeza.

Somos o resultado de nossos pensamentos e atitudes! Cada atitude nos atrai para determinada situação! Está em nossas mãos maior qualidade de vida.

Você é sempre responsável por sua solidão ou tristeza. Somente você e não os outros! Acredite que todos os momentos ruins passam e que, há sempre luz no final do túnel! A Fé e a Esperança são boas aliadas para manter a solidão doentia longe de você. Um comportamento otimista atrai as pessoas e favorece o contato social.

Vamos! Enxugue as lágrimas e acredite que é um ser único e especial! Quantas pessoas esperam por um amigo(a) como você! Xô .... Xô... Solidão!


Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003