Relaxamento - 08/07/2006
Vivência para esquecer Amor Platonico

Relaxe sua mente enquanto está sentado em frente ao micro. Leia a técnica e depois mão à obra! Pense no seu amor platônico, no seu rosto, no seu sorriso. Gaste alguns minutos preciosos pensando nessa pessoa especial. Reflita! Por que será que o amor não evolui? Por que será que ele alimenta esse amor com falsas promessas ou apenas resquícios de carinho? É isso que eu desejo para mim? Finais de semana solitários, lágrimas noturnas e uma eterna fossa. Pensou bastante nesta pessoa tão idolatrada por você? Agora, olhe para esta cálida imagem. O que você vê? Um barco vazio encostado à água, amarrado a uma corda. Solte o barco e o deixe à deriva. Liberte seu coração! Deixe que o barco vá embora. Imagine o movimento das águas levando este barco da solidão. Se conseguir, imagine a pessoa amada dentro do barco. Pronto? Faça várias vezes essa técnica, mesmo que não esteja no microcomputador. É só usar a imaginação. Todas as vezes que se lembrar desta pessoa solte a corda do barco e liberte essas lembranças. Deixe tudo nas mãos de Deus e comece a viver de verdade. Se este amor tiver que ser seu, o será! Boa sorte!

Se você perceber que esse afeto imaginário está paralisando sua vida e o impede o convívio com pessoas reais, família, amigos ou um amor de verdade, procure um profissional. A psicoterapia poderá ajudá-lo a analisar a verdadeira causa do seu amor platônico.






Fotos de Ricardo Monteiro
www.albumdanatureza.com.br

Ricardo Monteiro




Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003