Relacionamento - 18/08/2006
A compreensão pode ajudar a superar as diferenças entre o casal





A compreensão pode ajudar bastante no relacionamento
amoroso.

Compreeender o ser humano pode evitar a mágoa e a raiva excessiva no relacionamento amoroso. Quando você compreende, os motivos pelos quais seu amor reage dessa ou aquela maneira, tudo pode ficar mais fácil.

A incompreensão e a intolerância endurecem o relacionamento. Qualquer atitude rígida com relação ao comportamento humano dificulta a passagem do carinho e do afeto. O amor pode modificar as pessoas. Torná-las mais sensíveis e humanas. Vemos a pessoa amada como um espelho. Admiramos o que há de melhor no amor. Na verdade, nos encantamos com as qualidades do ser amado. Características que, às vezes, não temos e desejamos para nós mesmos.

Nessa vivência humana, o amor a dois ainda é muito necessário. Através dele, nasce o núcleo familia. No futuro, na eternidade, nosso amor será mais elevado e fraterno. Abrangerá a humanidade toda.

O Amor entre duas pessoas facilita muita a convivência. Mas somente amor a nível romântico pode trazer dificuldades. Quando o outro não satisfaz suas expectativas ou nos decepciona, o relacionamento começa a perder pontos. Fica um crescendo. Alimentado pela raiva e a mágoa, um dia pode entrar em crise. Terminar num rompimento.

O que fazer quando a pessoa amada não reage de forma esperada? Frustra sua expectativa e acaba com seus sonhos. É difícil amar o sapo quando a fada da rotina vem e destrói o príncipe.

Entendendo a dinâmica do homem e da mulher você pode ser muito mais feliz. Alguns comportamentos são típicos do homem: impaciência, maior praticidade, esquecimento de datas importantes, mais focado no lado físico do relacionamento e por aí vai. As mulheres mais sensíveis e românticas. Não se pode generalizar. No entanto, o que você observa como um defeito ou falta de amor, pode ser uma característica própria do seu amado ou amada. Fazer o quê? Tentar mudá-lo a qualquer custo? Não. Mudar de companheiro ou companheira quando aparecer uma contrariedade ou um defeito? Claro que não! Alguns relacionamentos melhoram sob a ação do tempo, do diálogo e do carinho. Outros não. Alimentar relacionamentos doentios com a desculpa da compreensão pode ser perigoso. Você tem que se amar e se conhecer para entrar na vida de alguém.

A paciência e a constancia fazem maravilhas pelo relacionamento, mas tudo tem seu limite. Ser apenas compreensivo, mas não agir, não conversar sobre as diferenças, pode ser desastroso para o casal. Aceitar tudo passivamente demonstra insegurança e falha de caráter.

Em primeiro lugar, tente compreender o outro. Sinta-se no lugar dele. Será que se estivesse sob as mesmas contingências você não teria agido daquela forma? Como o ser amado passou a infância? Que lições aprendeu durante a vida toda antes de conhecer você? Como ele foi amado? Algumas decepções podem marcar a vida de uma pessoa, tornando-a amarga e revoltada. Pense nisso. Na lupa da compreensão a dimensão do problema será real e não exagerada.

Compreenda você mesmo primeiramente. E repita mentalmente: "O outro é o outro. O outro não sou eu! Ele é uma individualidade. Nós somos dois que procuram se ajudar e se complementar. Jamais seremos um!"

Alimente seu coração apaixonado com a flexibilidade da compreensão. Pode ser que o diálogo fique bem mais fácil.
A tônica do amor pode ser mais simples do que se imagina. Nós é que complicamos tudo!


Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003