Relacionamento - 12/09/2006
Os homens têm medo de compromisso?





Você deseja se casar de véu e grinalda e ele nunca marca a data? Moram juntos há muitos anos e seu companheiro não quer assinar o tal do papel? A mulher, às vezes, quer mais do relacionamento. Associa casamento com amor. Acha que, se o homem não toma uma postura mais responsável diante das questões práticas da vida, não ama a mulher. Cada um tem sua maneira de ver o relacionamento. No mundo atual, a tônica é a assertividade. O homem e a mulher estão mais exigentes na escolha do parceiro. As relações de conveniência parecem que perderam força. Mulheres que arrastam casamentos falidos por questões financeiras ou filhos ainda existem, mas grande parte delas , termina o casamento e assume uma postura mais corajosa diante da vida.

Dizem que os homens não querem mais assumir compromisso. Comenta-se que homem está escasso. Em algumas cidades brasileiras as mulheres são maioria. No entanto, alguns homens também se queixam de que as mulheres não querem mais compromisso sério. 

 O homem mudou por conta da mudança feminina. Esse lado independente da mulher assusta alguns homens. A mulher pode até pagar a conta do restaurante,mas no íntimo, pode se sentir incomodada se o homem ganhar menos do que ela. Há uma certa competição entre o homem e a mulher. Algumas mulheres estão tomando o caminho de volta. Realizam-se tomando conta da casa e do marido. Não querem mais trabalhar fora. A mulher ainda deseja compromisso e romantismo.

Você acha que deve cobrar compromisso do seu namorado? As cobranças têm o poder de minar qualquer relacionamento. A sinceridade deve prevalecer. No diálogo, as pessoas se conhecem. Se conhecer alguém especial, seja sincero. E o homem também deve ser sincero e não iludir a mulher com falsas promessas de casamento ou compromisso.

 Alguns relacionamentos precisam de uma mulher ou um homem decidido quando o relacionamento vacila. No entanto, falo da cobrança insistente. Tudo tem que seguir um ritmo natural que respeite o jeito de ser de cada um. Amar também é assumir responsabilidades, mas será que a pessoa amada está pronta? Será que ela quer? Se ela não quer assumir um compromisso adianta forçar a situação? Mais cedo ou mais tarde, o compromisso forçado poderá ser um problema no relacionamento do casal. 

Quando o relacionamento entra numa fase mais séria outras questões podem aparecer : conta bancária, compromisso, casamento, morar junto, montar casa, ter filhos. O casal tem que ser sincero, porque somente assim poderá saber o que esperar do outro. As leis atuais favorecem os relacionamentos. Há vários tipos de uniões e parcerias: o concubinato, casais que optam por morar juntos, contrato, casados que moram em casas separadas, parceiros de mesmo sexo que se amam e se preocupam com a segurança da pessoa amada, etc. A lei deve assegurar o direito dos homens, das mulheres e dos filhos. E você deve tomar providências legais quando se sentir lesado ou prejudicado pelo companheiro ou companheira. Uma questão delicada, mas real.

Alguns relacionamentos começam timidamente, mas evoluem de forma natural para um compromisso mais sério. Outros relacionamentos não evoluem, porque falta amor e sinceridade.

Vera, 52 anos namora André, 58 anos há dois anos. André é divorciado e tem uma rotina muito ocupada. É médico cirurgião. Vera está insatisfeita. Passa os finais de semana sozinha. Os encontros são semanais na casa dela. Vera sonha! Deseja sair com o namorado, passear, tomar sorvete e viajar. Sonha, uma dia em morar com ele. Vera espera, espera e espera! Cobra atenção do companheiro e só recebe respostas evasivas. Esse homem não deseja compromisso, mas não é sincero. Fala que a ama, enche seu celular de mensagens melosas, mas o relacionamento continua às escondidas. Vera ama André e tem medo de ficar sozinha. Afirma que, um dia, André se decidirá! Esse casal caminha em ritmos diferentes e, provavelmente, Vera terá muita frustração até perceber que seu homem é avesso a compromisso sério. Terá que procurar o próprio caminho vivendo na realidade e não, no mundo da fantasia.

Júlia tem 30 anos e namora Roberto,32 a há oito anos. Os dois não têm dinheiro para montar um casa. Roberto continua morando com os pais. Deseja compromisso, mas afirma que não tem dinheiro para se casar. O namoro está desgastado. Júlia quer se casar e ter filhos. No entanto, raramente discutem sobre o assunto. Júlia decidiu não se acomodar. Mudou-se para outra cidade para melhorar a situação financeira e profissional. O namoro vai vingar? Serão marido e mulher? Depende da força desse amor e da expectativa de cada um. 

Beth conheceu Carlos numa festa. Ambos divorciados. Carlos apaixonou-se. Os dois decidiram a vida em dois meses. Hoje, moram juntos e têm um menino.

Lúcia, 25 anos estava noiva, de casamento marcado. O noivo, muito ciumento. Um mês antes do casamento, Lúcia, terminou o noivado e queimou todos os convites de casamento. Achou que não seria feliz com um homem possessivo e ciumento. Foi uma atitude irresponsável? Qualquer atitude gera conseqüências, mas ela foi sincera consigo mesma e com o noivo. Dois anos depois, encontrou outro rapaz e se casou. Lúcia, atualmente está viúva, mas seu casamento foi muito feliz. Talvez ela não devesse assumir um noivado antes de ter certeza do que desejava. No entanto, preferiu romper um mês antes do casamento do que fazer uma união destinada ao fracasso.

Algumas mulheres namoram homens casados. Passam anos e anos engolindo a raiva e cobrando a separação do amante. Em alguns relacionamentos, a outra serve apenas como equilíbrio de um casamento desgastado. O homem não deseja separação, mas também não quer largar a amante. Somos responsáveis pelas pessoas que cativamos. Essa responsabilidade admite uma atitude honesta e comprometida com a verdade. Se você é a outra, cobre uma postura sincera do seu amante. A partir da decisão dele, decida sua vida. Não fique vivendo de sonhos ou fantasias. Perderá precioso tempo da sua vida. Em alguns casos, o homem faz sua escolha. 

 Homens também sofrem com a indecisão das namoradas e companheiras. Muitos querem um lar, casamento e filhos. E a mulher está pensando na carreira, na promoção, na beleza do corpo. Cada pessoa tem o direito de pensar como aprouver e comandar a direção do seu relacionamento. Um relacionamento. Dois destinos. duas vidas. Não se pode pensar em termos egoístas, mas também se anular para satisfazer o outro não é a melhor solução.

 Num relacionamento duradouro, um acrescenta ao outro, jamais tira. Respeito, confiança, comprometimento e responsabilidade. Um compromisso requer responsabilidade.

O namoro deve voltar a fazer parte da vida do jovem e do adolescente. Deve voltar a morar no coração das pessoas maduras. Namorar, conhecer. Meninas que deviam estar brincando com bonecas cuidam de bebês. São meninas que começam cedo a vida sexual. O Ficar está na moda. É o prazer imediato. O mundo tem pressa, todos nós temos pressa. O medo está dentro do coração de cada um. Medo da entrega, do comprometimento e do vínculo amoroso.

O namoro tem outra função além do romantismo. É através dele que as pessoas se conhecem e se observam. Através da convivência mútua você concluí se aquela pessoa é adequada ou não para seu relacionamento. Se você deseja casamento, certamente, não dará certo se namorar um homem que deseja apenas aventura ocasional. Ou você se adapta a esse relacionamento instável ou cai fora. Agora, se for um sedutor inveterado poderá lhe cobrir de promessas que jamais serão cumpridas. Um dia, o sedutor cai na própria armadilha. E atrai para si uma mulher instável e volúvel. 
Ah, o golpe da barriga ( engravidar para fisgar um marido!) é muito velho, mas algumas mulheres ainda engravidam com o objetivo de firmar compromisso com o homem amado. Filhos não seguram casamento. O que segura uma união é o amor, a confiança e a responsabilidade. 
Alguns homens que têm falha de caráter também se aproximam de mulheres bem sucedidas para se dar bem na vida. Isso não é amor!

 Lembre-se! A vida é um bumerangue que vai voltar pra você com força total dependendo das suas atitudes. Pense: "O que eu desejo em termos de relacionamento? O que eu quero para mim? Que tipo de mulher ou homem é o ideal?"
As mudanças seguem o homem em sua passagem pela Terra. O amor é muito mais do se pode imaginar. Ser feliz no Amor é um exercício diário de convivência, tolerância, paciência, muito carinho e respeito! Amar também é se comprometer com a verdade e a confiança mútua!

Um relacionamento amoroso tem que estar bom para ambas as partes.

Seja feliz!

Obs: Todos os nomes mencionados são fictícios.

 



Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003