Relacionamento - 17/09/2006
Amor e Humor





Humor: disposição de espírito (No dicionário Aurélio)Bom humor: trata-se de um estado de harmonia onde a pessoa sente a vida em toda plenitude encarando com otimismo todos os acontecimentos. O bom humor não está diretamente ligado com a saúde física ou mental, mas ajuda a melhorar o estado geral. Assim como a doença e o desequilíbrio mental afeta os humores, o bom humor atrai a harmonia psiquíca.

O bom humor ajuda muito nos relacionamentos afetivos. Alguns casais arrastam relacionamentos complicados por conta do mau humor e do temperamento difícil. No início, a cara fechada, o mau humor é encarado de forma otimista. Você sempre acha que a pessoa amada vai mudar. A rotina do dia a dia mostra sua faceta mais real: os defeitos de cada um. Nascemos para evoluir, mas cristalizamos um mau comportamento por causa do egoísmo e acomodação.

O mau humor constante pode ser uma doença psicológica chamada distimia que pode ser tratada com alguns medicamentos específicos. Pessoas ansiosas ou deprimidas apresentam , às vezes, um quadro de mau humor e insatisfação. O organismo funciona como um todo. Intestino preguiçoso e desequilíbrio hormonal também afeta o humor. Não somos somente matéria. A mente interfere em todos os processos.

Os homens, quando estão com problemas financeiros sérios, costumam ficar mal humorados e intransigentes. Desabafam na mulher amada sua frustração diante do caos financeiro. A vida financeira para o homem pode representar seu status. Se ele não está bem financeiramente, todo o seu psiquismo sofre. Dinheiro contado para os passeios, limitações geram muita frustração. No entanto, esse mau humor é passageiro. A companheira precisa ser versátil e ponderada. Evitar programas muito caros, ter uma dose a mais de paciência e enfrentar a crise com galhardia. Os maus momentos passam e o mau humor passará também.

As mulheres ficam mal humoradas geralmente antes da menstruação. A famosa tensão menstrual. Haja paciência do companheiro ou do namorado. Ela poderá oscilar entre a raiva e a depressão. Algumas ficam muito agressivas e irritadiças. Quando a menstruação vem, a calmaria acontece. Os homens respiram aliviados. A menopausa, um processo natural importante na mulher, pode causar alguns sintomas desconfortáveis como : irritabilidade, choro fácil, ondas de calor , irregularidade no ciclo, falta de desejo sexual. Todos os sintomas podem ser tratados com medicamentos. Se você está com alguma dificuldade hormonal ou orgânica, procure seu médico. Não é justo que seu companheiro tolere seu mau humor. Ele prejudica muito o relacionamento afetivo. O mau humor pode ser uma manifestação do orgulho. Quando a pessoa é contrariada responde com mau humor e má vontade.

As outras causas possíveis do mau humor podem vir do próprio relacionamento em si. Insatisfação, raiva reprimida, receio de traição, pouco tempo disponível do companheiro.

O mau humor constante pode fazer parte do temperamento de uma pessoa. São pessoas detalhistas, obsessivas que se preocupam demais e pensam demais. Muito críticas. A crítica em demasia desanda o relacionamento amoroso. Nada está bom. Conviver com pessoas críticas e mal humoradas é um exercício de paciência e tolerância. No entanto, a paciência se esgota se a pessoa amada é egoísta. Um comportamento egoísta de ambas as partes pode resultar num rompimento. Conviver não é fácil, mas é na convivência que o amor é testado. O casal pode enriquecer o relacionamento com algumas pitadas de criatividade para enfrentar as crises. Alguns homens quando tomam bebida alcoólica ficam mais agressivos, críticos e mau humorados. Se você apresenta esse comportamento quando bebe, pense a respeito. Os efeitos abusivos do álcool podem desgastar e acabar com seu relacionamento amoroso.

O mau humor nem sempre se expressa através da cara emburrada. O mutismo da namorada, o silêncio do companheiro tornam intolerável um relacionamento. Como se estivessem pisando em ovos. Receio de molestar a pessoa amada porque não se sabe o que ela está pensando. Falha na comunicação do casal.

Procure o auto-conhecimento e investigue as causas do seu mau humor. Mau humor constante é falta de amor. Falta de amor com a pessoa amada e de auto-estima. O ser humano costuma ser instável em suas emoções, mas um comportamento difícil pode afastar as pessoas. Precisamos aprender a conviver com as pessoas de forma equilibrada e otimista. Equilíbrio sempre. O mau humor passageiro faz parte da nossa vida, porque nossas emoções ainda não são estáveis. Somos muito influenciados pelo ambiente, pelo dia a dia estressante, receio do futuro, etc.

O convívio entre duas pessoas que se amam tem que ser versátil. Não fique esperando uma felicidade estática e idílica. Isso realmente não existe! Integre romance à sua vida, mas caia na realidade. Seu príncipe encantado pode ser encantador, mas tem falhas também. Sua namorada pode ser sexy e deslumbrante, mas será no convívio com ela que você vai testar a compatibilidade de gênios.

Se você não tolera mais o mau humor do seu companheiro, conversem seriamente sobre o assunto. A vida é difícil, mas é muito bonita se vivida com jogo de cintura e humor!
 Amor e bom humor é alto astral, sexo bom e um convívio que só tem a enriquecer a vida de cada um!

    Dicas para enfrentar o mau humor do companheiro:

Evite brigas e provocações.
Respeite o mau humor da pessoa amada. Se estiver muito intolerável o convívio, deixe-o sozinho para que pense sobre o que está incomodando. Se ele quiser desabafar com você, ouça com paciência.

Não revide a rispidez, mas seja firme e educado. Um comportamento adequado e correto desarma as pessoas difíceis.
Programe algum passeio. Diversão e lazer pode melhorar o humor.

Evite gritar com a pessoa amada ou atormentá-la com perguntas. Espere a onda ruim passar.

Não puna o companheiro ou companheira pela falta de sexo ou sexo ruim com mau humor, silêncio e cara emburrada. Conversem sobre o assunto. Não adianta fugir do problema, porque só vai protelar o problema.

Cara emburrada afasta as pessoas. Se os dois ficarem de cara emburrada, as possibilidades de reconciliação ficam mais remotas.

Se o mau humor é apenas desculpa para descartar um relacionamento ruim , converse com o companheiro e enfrente a realidade.

Não converse sobre assuntos delicados nos dias que ele estiver de mau humor.

Não despeje somente problemas em cima do seu companheiro nessa fase difícil.

Enfrente a t.p.m da sua companheira com humor e jogo de cintura.

Como lidar com seu mau humor:

Quanto mais você se conhecer, melhor poderá controlar suas emoções. Elas advém dos seus pensamentos. Controle e administre seus pensamentos com otimismo e alegria de viver.

A fé e a esperança ajuda bastante a enfrentar os obstáculos.

Há outras formas mais positivas de se chamar a atenção do companheiro. O mau humor constante amarga a vida das pessoas que convivem com você.

Se está mau humorado dentro de casa, saia um pouco e dê uma volta. Se ficou mau humorado durante um passeio ou viagem, volte para casa.

Se esse comportamento está prejudicando muito sua vida pessoal, profissional e afetiva, procure tratamento especializado.

 Pessoas imediatistas tendem a sofrer mais de mau humor do que as outras mais pacientes.

A paciência pode afastar o mau humor ou amenizá-lo.
Estress pode ser o pai do mau humor. Amenize seu estress. Deixe o estress apenas para as horas que precisar mais de adrenalina e decisões rápidas.

Não abuse do álcool e de bebidas estimulantes (aquelas que contém cafeína)

Como está seu sono? Tem dormido o suficiente para restaurar suas energias?

Evite pensar em trabalho dentro do lar.

Procure, quando puder, o contato com a natureza e bichos de estimação. Melhora o humor.

Seja grato para com a vida e observe o que você tem e não apenas o que lhe falta.

Avise a pessoa amada quando estiver de mau humor. A comunicação do seu estado emocional poderá fazer maravilhas pelo seu relacionamento.

Não fale muito enquanto estiver de mau com a vida. Poderá magoar as pessoas e se arrepender tardiamente.

Seja feliz!




Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003