Relaxamento - 10/10/2006
Descubra sua criança interior!





Quando você estiver muito triste e irritado faça essa técnica de visualização. Resgatará sua criança interior. Preste bastante atenção na imagem dos golfinhos, porque mostrarão um pouquinho sobre você.
Ajeite-se na sua cadeira em frente ao micro. Observe se a coluna está ereta, os ombros para trás. Respire suavemente. Concentre-se na imagem.
Concentre-se nos batimentos do coração.
Como estão? Acelerados?
Não há melhor hipnótico ou calmante do que prestar atenção em sua própria respiração.
Acalma.
Relaxa.
Agora, relaxe todos os seus membros.
Todas as partes do corpo.
Solte-as dando a seguinte ordem: Re-la-xe!
Vamos viajar um pouquinho...
Imagine uma linda praia de água azul turquesa.
Você está em pé sentindo a areia fofa sob os pés.
Macia.
Gostosa.
Agora, lembre-se de uma idade em que você foi muito feliz.
Pode ser na infância.
Sinta-se com esta idade.
Como era fisicamente?
Então, você era uma linda criança sapeca.
Brinque na areia.
Visualize suas feições bonitas e alegres.
Entre no mar.
Você conhece todos os segredos do mar.
Nada como um peixinho ligeiro, esperto.
Ouve lindos sons à sua volta.
São cada vez mais audíveis.
Cada vez mais.
São lindos golfinhos.
São um grupo de golfinhos.
Eles se aproximam.
Parece que você entende a linguagem deles.
Inocente e brincalhona.
Mergulhe no fundo do mar com eles.
Sem medo.
Ria com estes bichinhos brincalhões.
Está sentindo o cheiro da maresia?
Visualize os golfinhos.
Imagine a cor e a textura do corpinho.
Escorregadio, agradável ao toque.
Ouça o barulho do mar.
Eles afundam e sobem até à superfície com seu barulhinho característico.
Você é uma criança feliz!
Livre!
Mergulha e nada.
Nada muito.
Agora, escolha um bichinho daquele grupo.
Qual deles você se afeiçoou mais?
O mais ágil?
O mais barulhento?
O mais quietinho e dócil?
Lembre-se do golfinho escolhido.
Aos poucos, volte para a praia.
Está cansado, mas feliz.
Volte aos pouquinhos à sua forma atual.
Aos pouquinhos.
Vamos voltar para seu ambiente natural.
Volte.
Sinta o seu ambiente.
A cadeira, o microcomputador.
Ou o colchonete.
Mexa o corpo com suavidade.
Sem movimentos bruscos.
Pronto!
Conte até três e abra os olhos!
Estará lúcido e calmo!
Lembrou-se do golfinho escolhido? Agora, você saberá mais um pouquinho sobre você:

Golfinho alegre e barulhento: Solte-se mais no seu dia a dia. Não seja tão rígido com você mesmo e com os outros. Ria da vida e de você mesmo!

Golfinho dócil e carinhoso: Você está carente e solitário. Que tal ser mais aberto às pessoas? Doando amor você receberá também.

Golfinho mais velho da turma: Há uma grande carência de afeto paterno. Ou então, você anda se sentindo inseguro e sem auto- estima. Pense nisso.

Golfinho mais quieto: Você tem um forte desejo de se mostrar seu verdadeiro eu, ser apreciado e aceito. Melhore sua auto-estima.

Você escolheu um golfinho esquisito ou muito diferente dos outros: Está muito sensível às críticas ou é muito crítico. Faça uma auto-avaliação e se liberte de pensamentos negativos. Você anda desconfiado e inacessível.

  O golfinho escolhido fugia de você: Continue lutando pelos seus sonhos. Conheça seus verdadeiros limites e seu potencial. Não se preocupe se as pessoas não reconhecem seu valor.

Não conseguiu se aproximar de nenhum golfinho: Tente essa visualização várias vezes até conseguir.

Lembre-se! Essa técnica não é milagrosa. A alegria de viver deve ser cultivada todos os dias. A felicidade tem que ser aprendida e é um exercício de sabedoria.



Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003