Relaxamento - 08/01/2007
Relaxar passando roupa é possível!





A mulher moderna trabalha fora, estuda e pode ser uma ótima profissional. Consegue conciliar as tarefas de dona de casa, cuidar dos filhos e do trabalho. A mulher está mais sujeita a problemas cardíacos, circulatórios, ansiedade e depressão, consequência do estress acentuado.

Mesmo que você tenha uma boa secretária ou faxineira, para ajudar nas tarefas do lar, chega um dia em que você mesma tem que fazer o serviço. A secretária falta ao trabalho, fica doente ou está de férias.

Agora, os homens também ajudam no serviço caseiro e , muitos o fazem, de bom grado.

Conhece o ditado? Ganhou um limão faça uma limonada! As atividades caseiras podem contribuir para seu RELAX MENTAL.

A técnica é muito fácil! Basta que você tenha um ferro e uma tábua de passar roupas. E, um dia, quando estiver com a lavanderia cheia de roupas para passar não reclame.Faça desse momento rotineiro uma ocasião especial para seu auto-aprimoramento.

Imprima a técnica e guarde para você fazer enquanto estiver passando roupas. Vamos aprender?

Verifique se o seu ferro está limpo mesmo. Se tiver com manchas escuras e grudentas limpe com cuidado.

Certifique-se de que o forro da sua tábua de passar esteja limpo e esticado. Se quiser, pode comprar em qualquer loja de conveniência um forro próprio para tábua de passar. Ele faz com o ferro deslize macio sobre a roupa.

Dobre as roupas logo que tirá-las do varal. Darão menos trabalho para passar. Tenha à mão um produto que amacia as roupas ou um borrifador. Coloque o ferro na temperatura adequada para cada tipo de tecido.

Pegue seu aparelho de CD. Minha sugestão é um aparelho de som porque você pode escolher as músicas. Se não tiver o aparelho escolha uma rádio com músicas do seu agrado.

Escolha os CDs. As músicas escolhidas são aquelas que o deixam mais relaxado ou mais alegre. Colocou a música? Principalmente, aquelas que dão vontade de dançar ou deslizar. Agora, comece a passar as roupas. Se o seu ferro estiver limpinho e no ponto, passe as roupas normalmente, mas se concentre na música .

Imagine como se as roupas fossem uma pista de patinação no gelo. Isso mesmo! Deslize com o ferro pela roupa, a sensação é muito agradável se você estiver concentrado na música.

A sensação é muito sutil e, quanto mais tentar, mais sentirá prazer e alívio. Estará relaxando a mente e ativando seus sentidos de percepção e visão. Ativa a concentração. Associará prazer à tarefa enfadonha e cansativa de passar roupas. Seu cérebro se adaptará e ficará tudo mais fácil.

Aproveite para imaginar suas metas e sonhos. Imagine-se dançando ou patinando. Mantenha-se concentrado na sua tarefa de passar roupas, para não sofrer queimaduras, é claro.

Claro que é possível você curtir boa música, relaxar, mesmo passando música! O segredo é a concentração da mente e nas suas mãos e braços. Ao mesmo tempo, estará relaxando a mente e trabalhando a concentração. Você só vai sentir a sensação de leveza, quando estiver apenas concentrado na música, na mão e no braço. É exatamente o momento em que o ferro desliza na roupa. A sensação é muito boa, mas também muito sutil.Ative sua sensibilidade e sentirá muito prazer nessa vivência.

Se fosse já costuma dançar em baladas, bailes ou cursos de dança de salão, a sensação fica melhor ainda.

Procure passar as roupas despreocupadamente e evite focar problemas ou aflições. Você pode fazer qualquer tarefa rotineira enquanto exercita sua mente.

O foco da sua visão terá que ser somente a roupa e o ferro de passar. Os ouvidos - atentos à música.

No entanto, estou falando de CONCENTRAÇÃO, não de DISTRAÇÃO. Com treino você consegue.As roupas não estarão bem passadas e poderá também se queimar acidentalmente.
Quando se sentir cansado pare a tarefa. Escolha outro CD.
Mãos à obra!


Músicas sugeridas:

Trilhas sonoras de Frank Sinatra ou músicas românticas, suaves e relaxantes, músicas clássicas, músicas instrumentais, principalmente piano.
Valsas.



Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003