Verinha Verdadeira - 24/02/2008
Auto-estima





Auto-estima é uma palavra que está na moda. Discutida por doutores da mente e do corpo.

É gostar de você mesmo. Apreciar suas qualidades.

Quando essa coisa não está legal, você se acha uma porcaria. Elogios e estímulos podem vir de toda a parte, mas não vai acreditar. Percepção enganosa. A parte pelo todo.

Sua auto-estima está em alta agora? Ou em baixa?

A auto-estima também vale dinheiro, porque muitos escritores de auto-ajuda escrevem sobre ela. Será que eles tem auto-estima sempre?

Quem escreve sobre algum assunto é porque acredita nele. Pode ser que a auto-estima deles vacile um pouco, mas eles fazem a diferença. Falando sobre o monstro, um dia, poderei domá-lo consideravelmente.

Perde-se o temor de ser humano!

A auto-estima elevada é uma questão de sabedoria e exige tempo, exercício e dedicação.

Um grau de maturidade psíquica e uma palavra bem pequena chamada de:



É a crença o remo do barco do desejo.

A maré pode mudar, mas um remo firme e direcionado, funciona de forma correta.

Chego a uma conclusão interessante. Nem sempre quem escreve sobre felicidade é feliz. Mas ele está fazendo a diferença! Pelo menos está mostrando o caminho para os outros.

Conclusão: a auto-estima elevada atrai dinheiro.

Auto-estima elevada atrai a solidariedade. Se eu sou bom comigo mesmo o serei com os outros.

Auto-estima elevada é um imã de coisas boas.

A fama eleva a auto-estima? Sim e não. A fama é enganosa quando idolatra um ego frágil. Perigo à vista!


Se elevasse tanto a auto-estima Kurt Cobain não estaria morto por causa da overdose de drogas.

Dizem que pessoas bem sucedidas são mais carismáticas. Claro que o são. Quando elas acreditam em si mesmas.

Sofre da "síndrome da gangorra"?

Alguém o elogia, você se sente o máximo. A gangorra da auto-estima sobe.

Quando é criticado ou injustiçado , se sente uma porcaria de gente. A gangorra desce.

Quem é feliz dessa maneira?

E, por causa da síndrome da gangorra, vivemos no turbilhão emotivo da instabilidade.

Comparação com os outros. Esquecemos nossa natureza divina, a maravilha da criação.


Tenho um amigo que se acha o máximo. Sua performance em auto-estima é 10! Totalmente irado, diriam os adolescentes! Onde ele chega é aquela festa! Ri à toa, ri de si mesmo. Não é bonito. Nem feio. Nunca brilhou na escola. Acho que ele nem sabe que brilha, mas se acha o máximo. Conta piadas sem graça e todos riem.

Meu amigo é uma pessoa querida. O que observo é que sua auto-estima é bem elevada. E , se ele tem, algum complexo de inferioridade disfarça muito bem. O segredo do amigo irado é viver bem.

Você se acha o máximo? Pois deveria achar. Melhor "para mais" do que "para menos." O ideal é saber a medida exata do seu valor. Isso é humildade.

Não ligue se, de vez em quando, você se achar uma grande porcaria. Feia. Deselegante. Uma coitada. Um coitado. Principalmente se algo negativo acontecer. Levar um fora do namorado. Ser despedido. Humilhado. Não esquente! Deixe um pouco essa coisa de vítima sofredora lhe atacar as entranhas. Deixa a tsunami vir de uma vez só.

Quanto mais se queixar, mais afastará os outros. Poucos vão dizer: "Chore no meu ombro!" A sensibilidade é uma pérola rara ,mas existe em alguns corações. Saco para agüentar um chato nem Jesus Cristo! Não exagere!

Queixas frequentes sinalizam que só você se acha uma porcaria! Só você sente dor. Só você quer ser embalado, acarinhado e paparicado.

Melhor não exagerar no egoísmo.

Dez minutos de sensação de auto-comiseração bastam por dia , viu?

Vamos treinar?

Entre no seu quarto e pense somente em coisas ruins. Vale lamentar muito. Chorar até ficar descabelada.

Se você é homem pode não chorar, mas ficará irritado.

Os homens disfarçam a depressão com sintomas de irritação, agressividade ou descaso.

Sua natureza divina vai mostrar que a baixa auto-estima é paralisante.

Atrasa a vida!

E, de repente, num piscar de olhos, tudo muda.

E você nem sabe o porquê.

O bom humor volta, a alegria de viver também.

O negócio é não esquentar muito a moringa!

Deixa a auto-estima morar dentro de você! Um dia, ela ficará para todo o sempre!

Você merece! Ou acha que não?

Seja feliz!


Verinha Verdadeira


Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003