Pitadas da Charlotte - 20/03/2008
A cama é um bom lugar para discutir a relação?






Esse tema foi inspirado na reportagem de um determinado canal de televisão. Uma cama foi colocada na calçada e os casais se deitavam para conversar.

Muitas brigas podem acontecer durante à noite na cama: divergências de temperamento, horário de sono, insônia, ronco, etc. O tema na minha coluna é outro:

"A cama é um bom lugar para discutir a relação?"

Recebi um e-mail de uma internauta de 42 anos casada há dez anos. Ela permitiu que o e-mail fosse publicado desde que preservasse a sua privacidade. Nomes e detalhes foram modificados.

"Querida Charlotte, meu marido está com um hábito muito desagradável. Depois da nossa relação sexual sempre acha um jeitinho de discutir a relação. Critica meu desempenho sexual e aponta minhas possíveis falhas durante o dia. Diz sempre que preciso melhorar. Não consigo conversar com ele. Só ele está certo! Nossa noite termina sempre em briga!"

V. 42 anos- São Paulo- capital.


O quarto de um casal é sua intimidade. Um espaço onde ,geralmente, ficam sozinhos para amar, conversar e relaxar.

Já ouvi muitos casais que resolveram desentendimentos graves durante uma sesta ou mesmo depois de fazer amor.

Outros discutiram a relação, brigaram muito e fizeram as pazes na cama!

A cama pode ser um local muito significativo para se fazer as pazes!

Não há uma receita milagrosa e nem local ideal.

O momento é que tem ser apropriado!

E só o casal sabe disso!

Acho muito delicado discutir a relação depois do relacionamento sexual. No seu caso, internauta, você já está associando o fazer amor com brigas e críticas. Seu desempenho sexual só tende a piorar se o seu parceiro continuar com essa atitude egocêntrica. Como se comporta quando ele começa a discussão? Ouve silenciosa? Concorda pacificamente? A discussão é sempre alimentada pelos dois. Se não está satisfeita com essa atitude do seu esposo, exponha sua contrariedade o quanto antes.

Por outro lado, sinaliza que ele deseja conversar e exteriorizar os sentimentos. Sinaliza também que você está insegura e com baixa auto-estima. Ouvir o outro é sinal de cumplicidade e auto-aceitação.

Quando ele faz amor com você talvez fique mais solto. Ou então, a vida íntima do casal está deixando a desejar. De qualquer forma seu marido não está ouvindo você. Está apenas desabafando. Investigue a causa dessa irritação que pode nem ter a ver com você, mas com outros problemas diários.

Na próxima oportunidade, converse com ele a respeito. Exteriorize seus sentimentos, mas não na cama. Escolha outro lugar da casa ou mesmo um barzinho. Enfim, um lugar onde possam amenizar as tensões do dia a dia.

Depois de uma boa noite de sexo, o ideal é relaxar e ficar juntinho. Elogios sobre o desempenho do parceiro caem bem , mas se forem sinceros. Não converse sobre problemas com os filhos, trabalho e questões financeiras. Nem antes do sexo e nem depois.

Antes e depois do sexo não é o momento ideal para conversar sobre questões delicadas do relacionamento. E o sexo nem sempre acontece na cama!

Você pode fazer amor com seu marido na cama, na sala, no banheiro, no motel, até no carro... Sair da rotina é o ideal!

Agora, discutir a relação depois de um momento de entrega, amor e prazer é uma questão muito delicada que pode estragar esse momento mágico!

Ninguém gosta de ouvir críticas. É preciso ter muita habilidade para não ferir a sensibilidade do outro principalmente na questão do desempenho sexual. A vida sexual harmoniosa é o termômetro da união.

Geralmente, o casal que está em boa sintonia convive bem na cama também.

O convívio com a pessoa amada nem sempre pode ser planejado. Brigas podem acontecer. Palavras mais duras e grosseiras. Silêncio. Raiva. Melhor exteriorizar os sentimentos do que se fechar. Viver de aparências um dia cansa.

Você, querida internauta, trabalhe sua auto-estima. Discuta a relação com seu esposo através da sinceridade. Só assim, conseguirão chegar a um acordo.

O outro é o outro. Você é você! Tentar modificar o outro não é discutir a relação é agir com prepotência e falta de tato. Uma conversa totalmente infrutífera!






Charlotte



Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003