Verinha Verdadeira - 22/03/2008
Dia Mundial da Água





Hoje , entrei no supermercado para comprar ovos de Páscoa. Estava lotado! As pessoas se misturavam umas às outras, escolhendo ovos e bombons de chocolate. Alguns já estavam quebrados.

Domingo é Páscoa; renovação da vida! Ah, se na época de Cristo pudéssemos contar com uma máquina filmadora ou máquina fotográfica digital. Eu adoraria assistir a cena da ressurreição de Cristo. Acredito na reencarnação. Posso ter vivido naqueles tempos difíceis. Quando reencarnamos não lembramos do passado de outras vidas. Um recurso divino poderoso para que a culpa ou o remorso não aflija nossa alma e perturbe nossa vida. Ou a vaidade se tivermos sido alguém muito importante em outras eras.

Aliás, todo mundo que faz regressão a vidas passadas, sempre relembra que já foi rei ou rainha, conde ou condessa, guerreiro romano...(rs)

E onde estão as donas de casa, as lavadeiras, os escravos? Aqueles que faziam parte da plebe. Popular: povão mesmo.

Somos vaidosos, não?

Mesmo assim, podem ocorrem pequenos instantes de lembrança chamados de "dejavú". Muito comuns por sinal e , nem sempre, significam lembranças de outras encarnações. Pode ser coisa do seu cérebro mesmo.

Eu acredito nessas coisas, mas procuro ter bom senso para não cair nas ciladas da imaginação!

Como terá sido Jesus? Louro ou moreno? Olhos negros ou verdes? Alto ou de estatura média? Cada religião dá sua versão sobre os fatos.

O povo daquela época era moreno ,de olhos escuros e nariz adunco. Provavelmente, Jesus Cristo deveria ter o mesmo aspecto físico.

Se tivéssemos um DVD da vida, paixão e ressurreição de Cristo, tudo seria esclarecido. As passagens bíblicas contam as histórias, mas já pensou rever ao vivo , in locu? Que privilégio, não? Que emoção!

Eu fico emocionada quando assisto a Paixão de Cristo nos filmes e encenações na tv. Já imaginou ver Jesus num DVD?

Não gostaria de rever o sofrimento de Cristo e nem a crucificação. Eu respeito a religião católica, mas sou contra a imagem de Jesus pregado na cruz. A coroa de espinhos, o sangue escorrendo. Dá uma impressão ruim, aperto no peito.

A gente vê imagens de Cristo crucificado em estabelecimentos bancários, lojas, residências... Acho muito esquisito! Simbolizam o sacrifício de Jesus!

Se você tivesse algum parente que fosse morto em um acidente, fotografaria o acidente e colocaria a foto emoldurada na sua sala? É óbvio que não!

Por que , Jesus Cristo pregado na cruz ? Bem, não quero entrar em polêmica, mas prefiro a imagem de Jesus com os braços abertos vestido de branco. Vivo da Silva! Provando a existência da vida após a morte.

Bem, eu estava falando da minha ida ao supermercado. O que me intrigou não foram os ovos de Páscoa e nem as pessoas, mas outro detalhe. As prateleiras cheias de galões de água. Água mineral com gás. Água mineral sem gás. Água com limão. Água com sabor de laranja. E você tem que pagar para ter essa água especial em sua casa. Ela é tratada e por esse motivo custa dinheiro.

No entanto, tanto a água como a terra são presentes divinos. Estamos no século XXI e temos que pagar para ter água tratada. E mesmo a água que corre nas torneiras exige um custo. Se a água não é um recurso renovável como será daqui a alguns séculos? Já pensou sobre isso?

Fico muito triste quando vejo o rio Tietê nas reportagens da capital São Paulo. E, também , o Rio Paraíba do Sul quase morto nas imediações de Guaratinguetá.

Passo pela ponte que dá acesso à rua e olho para baixo. Lá está o velho Ribeirão dos Motas. Barrento. Sujo. Poluído. O mau cheiro é insuportável. Antes água limpa e cheia de vida. Todos passam pela ponte e parecem ignorar que estamos em cima de um ribeirão morto , cheio de esgoto e lixo.

O que estamos fazendo com nossa água? Ou o que não estamos fazendo com nossa água?

Fico muito feliz quando vejo que a conscientização de algumas pessoas está despertando. Isso é bom! Algumas indústrias têm filtros especiais para não poluir a água dos rios e mares.

Mas ainda é muito pouco para tanta água poluída!

Outro dia , observei uma vizinha lavando a calçada da sua casa. Empurrava um galhinho de árvore com a água do esguicho. Enquanto ele não escorregou pela rua afora , ela não sossegou. Ficou mirando o graveto com o esguicho. A água saía da mangueira com muita velocidade. Desperdício!

O mundo não vive sem água. Nós não sobrevivemos sem água. No entanto, quando vamos à praia sujamos a areia com garrafas plásticas, lixo, papel , etc. É um gesto mecânico. Falta de cidadania, de respeito pela natureza e por nós mesmos!

Nessa Páscoa pare um pouquinho para pensar. Quando estiver desperdiçando água do chuveiro, do esguicho, sujando as praias, pare por um segundo. Lembre-se por um momento da sede. Quando você sente sede é uma delícia tomar água, não? Você não vive sem esse líquido, inodoro e incolor.

Lembre-se por um momento das crianças que estão nascendo e dos rios que estão morrendo. Faça sua parte!

Momento de reflexão e de cidadania. Serve para mim também. A gente se acostuma com as coisas e acha que nunca vão faltar.

Se a gente não cuida, elas morrem. A água polui. A floresta é desmatada. Os animais são extintos.

Nessa Páscoa, peço a Jesus que nos abençoe. E abençoe o Planeta Água- Terra- como afirmou o talentoso compositor e cantor Guilherme Arantes.

Agora, vou parar porque estou com sede!

Feliz Páscoa!

Verinha Verdadeira


Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003