Verinha Verdadeira - 07/04/2008
Trair e coçar é só começar?




Amigas de infortúnio, solitárias assim como eu o que acham da traição?

"Trair ou coçar é só começar!" Tem até uma peça de teatro com esse nome.

Ah, eu prefiro uma coceira. Você toma um anti-alérgico e ela passa. Já experimentou uma urticária daquelas? O braço começa a coçar. Depois , a mão. O outro braço. A outra mão. A perna. Irrita. A barriga coça desesperadamente. Fica tudo vermelho, mas dá um certo prazer, não? Aquela agonia aumenta e é uma mistura de alívio com desespero.

Dizem que trair a pessoa amada é quase a mesma coisa. Mas está certo "TRAIR A PESSOA AMADA"? Se você trai, será que ama mesmo o candidato ou candidata a chifres? Pode ser ou não!

Enquanto você não trai o dito cujo ou dita cuja fica a vontade. Se você é homem, o que vale é o desejo. Pensa na mulher o tempo todo. E não vê a hora de dar uma escapadinha e sair com a "fêmea fatale." Sair com ela, entendeu? Acho que os homens se saem melhor da traição. Na maioria das vezes é somente o desejo. Experimentou, pronto!
Lavou, tá limpo! Será mesmo?

Voltam para a casa assoviando, mas correm para o banheiro para tirar a famosa mancha de batom. Ou o perfume que não sai do pescoço.

O olfato da esposa é "batata"! Pressente através da intuição que o fiel maridinho anda muito esquisito. A cabeça da esposa desconfiada começa a doer!

Agora, a mulher pensa no tal do amor. Amor romântico. Se está insatisfeita com o marido e aparece algum romântico metido a conquistador... pode ser que... Pode ser que caia na rede por causa da carência!

E, se ele for do tipo que faz sexo pelo sexo, ela está frita! Viverá dois dramas: apaixonar-se pelo sedutor barato e viver mentindo para o marido.

Essa história não tem um final muito promissor.

Outras nem tanto! No entanto, alguém sempre sai magoado.

Uma urticária tem cura. A traição tem cura? Às vezes, ela é a cura para um romance morto, queridos internautas.

Dá uma sacudida nos dois. Resolve a questão. Deixa cair a ficha.

Não é a solução ideal, mas quem procura acha! Às vezes, a traição é a consequência e não a causa.

O que você está procurando ?

Trair é um prazer misturado com sufoco, confusão e frio na espinha. Trair é só o início de um processo que vem depois. Alguns sentem culpa . Outros, prazer. O prazer da vingança. Traem, porque foram traídos.

Traição é descumprir um trato. Ser desleal. "Costurar para fora", "pular a cerca", "mijar fora do pinico"."Sair fora dos trilhos."

Você já traiu? Não! Está mentindo. Todos traem o tempo todo. Pensou em traição? É o início de tudo, meu caro.


Nosso pensamento ainda é secreto,mas até quando? As câmeras nos perseguem em todos os lugares. Um dia, nossos pensamentos serão vasculhados e pronto! Não vai dar para esconder sua alma "cheia de pecado."(rs)

Trair é pecado? Pensar e não trair é pecado também? O que é pecado? O que é errado para você pode não o ser para outrem. Não julgue, sabia?

Complicado dissecar o ser humano em : bom ou mau. Fiel ou infiel.

Sei lá, queridos internautas. Não estou aqui para aconselhar, mas para confundir vocês. E, na minha confusão verdadeira, descobrirão a verdade de cada um!

E cada um tem lá seu pensamento secreto, sua traição velada... Vou contar uma histórinha:

Uma amiga me encontrou num barzinho. Quarentona.Divorciada há dez anos. Estava namorando há três anos. Seu namoro estava aquela água morna, sabe.( ela me disse). Uma chatice crônica. Pior do que um filme de terror barato. Você nem sente medo. Sente apenas sono!

Minha amiga afirmava que não tinha coragem de terminar o namoro. Bem, eu achava que ela gostava desse namorado chato. Uma mala sem alça. Um traste! Ela vivia falando mal dele para as amigas. Eu não achava nada! Até que ele não era de se jogar fora! Mas.. namorado de amiga minha é homem morto!

Um dia, ela chegou no barzinho com um ar de safadinha. Isso, gente! Os olhos brilhavam. A pele estava viçosa. Ela se sentou ao meu lado e cochichou no pé do meu ouvido:

"Não agüentei! Traí o Francisco, Verinha! Com aquele gatinho lindo que trabalha no escritório comigo! Nossa! To passada de culpa!"

Olhei pra ela e não vi culpa. Vi um ar de felicidade escapando. Escapava no olhar. Acho que o namorado mala havia percebido esse olhar maroto. Dei de ombros e concluí:

- É sua vida, mulher! Com qual dos dois você vai ficar? Com o namorado traste ou com o gatíssimo do escritório? Vai ter que administrar melhor seu tempo se for ficar com os dois. - eu olhei para ela com ar sério.

Ela deu um sorriso amarelo. Acho que eu sentindo uma pontada de inveja. Eu sem nenhum homem! Ela com dois!

- Credo, Verinha! Como é que pode falar assim comigo? Nem consegui dormir direito à noite! Meu namorado não pára de me ligar. Vou contar tudo pra ele. - decidiu , baixando os olhos e torcendo com os dedos a ponta da toalha de mesa.

Aconselhei com ponderação:

- Contar pra ele ? Tá louca, mulher! Homem não perdoa traição. HOMEM PODE!!!!!!!!MULHER NÃO!

- Ara, Verinha! Esse tempo já passou!- afirmou sem muita convicção.- Então, não vou contar!- afirmou com um risinho malicioso.

Depois de umas cervejinhas, minha amiga soltou o verbo. Era a coceirinha que estava começando em outro lugar. Ela queria sair mais vezes com o gatinho. E saiu mais vezes com o colega lindo de morrer.

A gente se encontrou novamente no barzinho um mes depois. Seus olhos não estavam mais brilhando. Ela estava desanimada e com o pensamento longe:

- Verinha, o Francisco, meu namorado ...., sabe...Eu mexi no celular dele.. .e vi duas mensagens muito estranhas. Eram de mulher! Será que ele está me traindo? - ela perguntou em voz baixa.

Eu dei uma gargalhada histérica:

- Estão quites agora, Fernanda! Pimenta nos olhos do outro não arde!

- Ara, pára com isso! Eu não suportaria uma traição! Mato ele! - ela vociferou.

- Ué, mas e o gatinho?!!!!- perguntei.

- Ele é bobo! Só sabe falar de futebol e não me ouve.- queixou-se decepcionada.

- Você afirmava que o Francisco também era bobo. Vivia no seu pé!Dizia que o coitado era um mala sem alça! - afirmei. Fernanda ficou em silêncio e afirmou:

- Não vivo sem esse mala sem alça, Verinha! Espero que não seja tarde demais! Como é que ele pôde me trair, Verinha? - começou a chorar que nem uma louca desvairada.

- Ora, o que você viu foram apenas algumas mensagens no celular. Você o traiu de verdade! Está é se punindo..Pode ser pura paranóia o lance dos torpedos de mulher! - arrisquei.

Fernanda protestou:

- Não é assim! Não é bem assim!

Eu sorri amarelo e não compreendi a resposta da minha querida amiga.

Semanas depois, Fernanda apareceu no barzinho de mãos dadas com o namorado Francisco. Toda sorrisos. Olhando para o mala sem alça como se fosse para o Brad Pitt.

Olha, mulher, melhor se coçar do que trair, viu? Você compra um anti-alérgico e dorme a sono solto. Acorda boazinha!

Ou acha melhor viver tudo o que tem vontade?


Isso tem um preço! Está disposta a pagar?!!

SEJA VERDADEIRA!

Verinha Verdadeira









Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003