Entrevistas - 13/01/2011
Entrevista com o médico e nutrólogo Dr. Lair Ribeiro





O Ano Novo começou e , como sempre, a expectativa de renovação. Queremos paz, saúde e prosperidade e estar sempre jovem! Pensando em saúde, disposição e rejuvenescimento, tivemos uma longa e preciosa entrevista com o médico cardiologista e nutrólogo: Dr. Lair Ribeiro.

Enquanto apreciamos e anotamos suas idéias, transmitidas em palavras rápidas e focadas, procuramos reproduzir aqui uma síntese de sua visão de vida e experiência.

Formado pela Universidade Federal de Juiz de Fora - MG, com mestrado em Cardiologia na P.U.C. e treinamento médico na Harvard University, como Research Fellow (1976-1978), o Dr. Lair também é palestrante internacional e escritor.

R.M: Dr Lair Ribeiro como foi seu início no campo da auto-ajuda?

O Dr. Lair comenta que mesmo atuando no campo motivacional jamais deixou de atuar como médico. Exerceu também a psiquiatria, mas não gostou. Ele nos contou que, como médico, seu treinamento na Harvard University permitiu contato com programação neurolinguística.Inicialmente como hobby para depois atuar profissionalmente no campo motivacional. Em 1992, escreveu seu primeiro livro: O SUCESSO NÃO OCORRE POR ACASO, que demonstrou ser um dos maiores fenômenos editoriais brasileiros. Este livro se tornou também best seller em vários países da América Latina e da Europa. Doutor Lair Ribeiro é recordista no Guiness book. Seis livros de sua autoria ficaram no ranking dos best-sellers ao mesmo tempo. Escreveu 35 livros em 8 idiomas publicados em 40 países. Autor de 100 trabalhos científicos publicados em revistas médicas americanas indexadas. Viveu 17 anos nos Estados Unidos, trabalhando em três universidades americanas- Harvard Medical School, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University.

R.M: Qual seria a causa dos problemas de saúde, do enfarte, no mundo moderno? (mulheres atualmente estão enfartando mais...)

Sua resposta imediata:

-Tudo se resume na alimentação errada. A razão principal é nutricional”.- e continuou: - Tomávamos leite ao pé da vaca. Agora, o leite é pasteurizado. Antes, o homem tinha que caçar; caçava um tigre e pronto, estava resolvido o problema.- E, concluindo, rematou com:

Atualmente, o homem leva o” tigre para casa", isto é, leva problemas do trabalho para casa e vice-versa: problemas do lar para o trabalho.

R.M: Como envelhecer sem ficar “velho”?

O Dr. Lair Ribeiro aponta três tipos de idade:

Idade cronológica
Idade biológica
Idade psicológica


Pela sua explicação, a idade biológica pode ser mudada. Comentou que algumas pessoas não aparentam a idade que tem. Às vezes, a mulher de trinta anos aparenta 50 anos. Um homem de idade cronológica de 70 anos pode aparentar 40 anos.
Já a idade psicológica, de acordo com o Dr. Lair, é o desenvolvimento do ser humano, o quanto ele amadureceu. Podemos conhecer pessoas de 50 anos com maturidade de um adolescente. E, inversamente: jovens com incrível maturidade!

RM: Por que nós envelhecemos?

Dr. Lair Ribeiro comentou sobre os mecanismos que causam o processo de envelhecimento:

- genética
- encurtamento do telômero
- excesso de radicais livres
- declínio hormonal


Citou, através de um exemplo, como agem os genes nos seres vivos:
Genética:

-Um camundongo vive em média dois anos e meio. O papagaio vive em média 28 anos. O ser humano vive em média 75 anos.

Encurtamento dos telômeros

Os telômeros ou telómeros (do grego telos, final, e meros, parte) é estruturas constituídas por fileiras repetitivas de proteínas e DNA não codificante que formam as extremidades dos cromossomos.

Dr. Lair cita um exemplo simples para melhor entender o que é telômero:

-Pense no cadarço de sapato. Há uma ponta característica que evita que ele se desfie. Cada vez que uma célula se divide, os telômeros são encurtados.

"O encurtamento dos telômeros também pode eliminar certos genes que são indispensáveis à sobrevivência da célula ou silenciar genes próximos. Os telômeros não se regeneram”. (citação da wikipédia)

Excesso de radicais livres.

Segundo o doutor Lair Ribeiro:

O excesso de radicais livres provoca o stress oxidativo. A pessoa envelhece e a pele necrosa. O organismo pára ou diminui a produção de hormônios.

Declínio Hormonal:

No declínio hormonal caem todas as funções do organismo. A libido diminui. Origina as pausas: menopausa, andropausa, pinealpausa e adrenopausa.

R.M: Como podemos retardar o processo de envelhecimento?

Dr. Lair Ribeiro explicou que, o processo de envelhecimento é natural, mas podemos envelhecer sem adoecer. Os médicos falam da D.R.I. doenças relativas à idade, como: artrose, artrite, osteoporose.

Mas nosso convidado comenta:

As D.R.I. não são uma obrigatoriedade. Não são necessariamente uma consequência do processo de envelhecimento.- comentou que um homem de 90 anos pode ter muita saúde e não sofrer de D.R.I. Ele também nos explicou sobre o processo de glicação. Citou um exemplo:

- Quando fazemos a cobertura de um pudim com açúcar e água, se colocarmos muito açúcar, a cobertura vai caramelar. É isso que acontece quando ingerimos muito açúcar.

Explicou que todos nós, devido à dieta alimentar deficiente, somos diabéticos algumas horas por dia. Segundo o médico, a glicemia sobe muito depois das refeições mais importantes. Todos nós achamos que isso é natural, mas não é. Isso acontece porque não sabemos nos alimentar.

Nas próprias palavras do médico:

Atualmente a genética manda. Se uma pessoa tem um histórico de câncer de mama na família e faz um exame de genes nos E.U. A, pode descobrir que tem o gene do câncer de mama. E completa:

Mas isso não quer dizer necessariamente que ela vai desenvolver a doença. Poderá fazer uma prevenção, através da dieta. Consumir certos tipos de alimentos.

Dr Lair Ribeiro comentou sobre a epigenética, disciplina criada a partir de 2003, atualmente controla a biologia.

"A epigenética é o estudo dos mecanismos moleculares por meio dos quais o meio ambiente controla a atividade genética, é hoje uma das áreas mais atuantes da pesquisa científica em geral."(da Internet)


RM: Gostaria que o senhor falasse um pouco sobre os hormônios bioidênticos. A reposição de hormônios tradicional é recomendada? Pode causar câncer, derrames e outros problemas de saúde?

Segundo Dr. Lair Ribeiro:

Grandes e sérios estudos têm sido realizados sistematicamente para verificar os riscos oferecidos pela reposição feita com esses hormônios parecidos , comprovando que ela tem aumentado os riscos de câncer de mama e de doenças cardiovasculares, dentre outras, citado no artigo Reposição Hormonal. A boa notícia refere-se a hormônios bioidênticos. No caso dos hormônios, o que caracteriza a bioidentidade é a estrutura molecular idêntica à do hormônio produzido pelo organismo humano. Isso é o bastante. Para o nosso organismo, também não interessa onde o hormônio foi produzido, desde que ele seja idêntico ao original (referindo-se a artigo já publicado).

Conclui Dr.Lair Ribeiro:

Quando se iniciou a reposição hormonal, alguns acreditavam que esse tratamento não faria nenhuma diferença, outros achavam que faria mal e um grande número de médicos se juntou aos que acreditavam que teria muitos efeitos benéficos, passando a usá-lo indiscriminadamente.
Até 2002, o remédio mais vendido no mundo era composto de um conjunto de vários hormônios equinos, retirados de urina de éguas prenhes e administrados às mulheres como substituição pela deficiência hormonal estrogênica. Para evitar o câncer de útero causado por esses “hormônios“ não-humanos, era associado a esse conjugado estrogênico equino um progestágeno (acetato de medroxiprogesterona, ou seja, uma modificação da molécula da progesterona com a formação de um “hormônio” similar).
Estudos publicados em 2002 e 2003 mostraram que esta combinação de estrogênios conjugados e do acetato de medroxiprogesterona (progestágeno) era mais prejudicial que benéfico, causando um aumento na incidência de câncer hormônio dependente na mulher, além de aumentar a incidência de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais, principalmente na forma de embolias.
 A partir daí passamos a ter três tipos de profissionais médicos:
 • Aqueles que nunca acreditaram e, agora mais que nunca, continuavam a achar que a reposição hormonal não deveria ser prescrita;
 • Aqueles que passaram a acreditar que a reposição hormonal, do jeito que vinha sendo realizada, tinha mais custos que benefícios e;
 • Aqueles que infelizmente não acreditavam nos resultados deletérios dos “hormônios” similares e, apesar dos dados apresentados na literatura, continuavam prescrevendo como se nada houvesse de errado.
 É importante ressaltar que não se pode patentear nenhuma substância feita pela natureza. Um exemplo é a progesterona humana produzida na segunda fase do ciclo ovariano (fase lútea) pelo corpo lúteo (resquício do folículo ovariano após o processo de ovulação).
 Como a progesterona não pode ser patenteada, sua molécula deve ser modificada para que justifique a patente. A melhor analogia é da chave-fechadura. A chave é feita para entrar na fechadura. Quando se faz uma chave que não é exatamente nos moldes da fechadura, mesmo que se consiga usá-la na fechadura, causará um estrago tanto à chave quanto à fechadura. Os “hormônios” similares, que na realidade nunca foram hormônios, encaixam na fechadura (receptor), mas não exercem a função que deveriam, além de ficarem presos a esses receptores por muito mais tempo que necessário e causarem danos os mais variados. Há muito tempo, o desenvolvimento tecnológico permite que se construa em laboratório, de uma forma tridimensional, moléculas exatamente idênticas às encontradas no corpo humano. Os hormônios esteroidais, provenientes da molécula do colesterol, são usados com grande sucesso desde 1980 e em 1989 foi feito o primeiro grande estudo mostrando que tem uma eficácia e uma segurança superiores aos “hormônios similares”.
Esses hormônios por serem isomoleculares, ou seja, exatamente iguais aos produzidos pelo corpo humano, são denominados bioidênticos.
Além disso, antigamente se fazia simplesmente uma reposição hormonal. adrenais (DHEA e cortisol).
Quando um paciente está com diabetes e necessita insulina, fazemos a reposição insulínica. Quando está com deficiência de hormônio tireoidiano, fazemos a reposição com hormônio tireoidiano.
Porque, quando uma paciente está com deficiência de Progesterona, não podemos fazer a reposição progesterônica?
Até uns tempos atrás, isso era impossível, pois tínhamos apenas progestágenos que eram mais prejudiciais que benéficos. Hoje, podemos fazer com uma Progesterona bioidêntica.
Progesterona e Progestágeno, por exemplo, são moléculas totalmente diversas. Uma emagrece, a outra engorda. Uma protege contra o câncer, a outra é cancerígena. Uma é antidepressiva, a outra é causadora de depressão. Portanto, uma coisa é uma coisa. Outra coisa é outra coisa.


R.M: Os hormônios bioidênticos têm algum tipo de contra-indicação?

A Modulação Hormonal Bioidêntica (MHB) é uma opção muito válida no cenário terapêutico magistral e deve ser feita predominantemente na forma transdérmica. O importante é que o médico domine a fisiopatologia hormonal e a farmácia magistral saiba como aviar adequadamente a receita médica.
 Na Modulação Hormonal Bioidêntica, médico e farmacêutico magistral fazem parte de um time inseparável e quem vai se beneficiar com essa parceria é o paciente necessitado na terapia.
Segundo o Dr.Lair, só serão prejudiciais ao organismo se forem ministrados de forma incorreta. Assim, como água demais pode matar, assim também são os medicamentos.

R.M: A soja é realmente um alimento saudável para a mulher?

– Não! foi veemente o doutor.- Pode causar intoxicação e uma série de problemas. Toda mulher que toma leite de soja pode vir a sofrer de hipotireoidismo.

R.M: Como deve ser nossa alimentação para evitar o excesso de peso?

O grande problema é o excesso de açúcar e carboidrato.afirmou o doutor.Para cada 12 gramas de carboidratos, 3/4 de proteína. O que engorda mais: um pão ou um pão com salame? Um pão com salame engorda menos do que somente pão.

R.M: O senhor recomenda atividade física para manter a saúde?

Comentamos que as academias estão lotadas atualmente. Em suas palavras:

- Não é necessário exercícios em academia. Caminhe ou corra num passo que consiga conversar.- Segundo Dr. Lair Ribeiro, as atividades aeróbicas são as mais recomendadas.

R.M: Completamos o nosso diálogo com o Dr. Lair Ribeiro agradecendo pela gentileza de sua atenção e a oportunidade da entrevista. Fizemos um pedido: uma mensagem para nossos internautas.
O Dr. Lair Ribeiro nos convida a refletir com esse sábio pensamento de sua autoria:

O grande segredo da vida é morrer jovem , o mais tarde possível.

Dr.Lair Ribeiro ministra cursos de Modulação Hormonal e Nutrologia.Para maiores informações: - (11) 38890038.
www.lairribeiro.com.br







Sandra Cecília

 

Copyright © 2003-2009 Relax Mental
Sandra Cecília / Renato Augusto - Relax Mental - desde 13 de junho de 2003